quarta-feira, 27 de julho de 2011

Como cultivo a minha vida espiritual?







Na vida espiritual existem colunas indispensáveis para a sustentação deste edifício que não é outra coisas que a obra de Deus na nossa vida. 

A obra de Deus é algo realizado em nós e seria um engano pensarmos que podemos construi-la pelas nossas próprias forças. Deus é o Arquiteto e engenheiro, ele projeta e constroi e nós somos os colaboradores. Temos a ajuda eficaz do anjos e santos.
Quando Jesus prometeu que derramaria o seu Espírito, nos daria a força e seriamos sua testemunhas, Ele deixa claro que a obra é Dele e que nós, pelo nossa adesão temos desempenhar a nossa tarefa, que com certeza não é nada fácil, mas ao nos submetermos ao seu Espírito poderemos realizar grandes coisas.
Na minha caminhada procuro não fazê-la só, pois seria um terrível engano! Recorro a Nossa Senhora, aos Anjos e santos para me auxiliarem e principalmente me dirijo essencialmente ao Mestre Jesus.
A igreja Católica, com a vida sacramental e o seu magistério é o meu sustento, minha casa e a vida comunitária na Comunidade Discipulus Pacis é o meu ninho onde vivo um carisma inserido no seio da vida eclesial.
Viver a vida cristã tem que estar fundamentada na vida sacramental, magistério da igreja, comunhão eclesial, vida de oração, vida fraterna e anuncio constante do evangelho.
Procuro caminhar com lucidez sobre as minhas fraquezas, enfrentando-as com o auxilio do Espírito; por exemplo: ligo sempre para vários Carmelos para pedir oração para alguma intenção especial, comungo sempre por algum desafio, solicito a oração dos amigos, quando entro nas igrejas coloco intenções nas caixas de intercessão, é claro que antes me dirigiro ao santíssimo, confissões mais assíduas (sem escrúpulos), jejuns e mudança de mentalidade. Tudo isso requer disciplina e vontade. Sabe tipo Coragem, renúncia e disposição?!


Sidney Timbó

Nenhum comentário:

Postar um comentário